PRECISO IMPLANTAR A NBR 15575:2013 NA MINHA CONSTRUTORA, E AGORA?

Escrito por Fernanda Barros – Engenheira Civil e Consultora I9 Consultoria

 

 

Como esta norma se apresenta?

A maioria das empresas construtoras se sentem desconfortáveis e receosas quando se trata desta norma, pois, mesmo sendo homologada em 2013, ainda há uma desconfiança na execução da mesma.

Esta norma é considerada um marco na construção civil, pois estabelece os requisitos para o desempenho de diversos sistemas que compões os empreendimentos habitacionais. O documento é composto por 6 partes:

Parte 1 – Requisitos gerais – ou seja, são diretrizes gerais, no qual a norma é apresentada;
Parte 2 – Requisitos para sistemas estruturais;
Parte 3 – Requisitos para sistemas de pisos;
Parte 4 – Requisitos para sistemas de vedações;
Parte 5 – Requisitos para Sistemas de cobertura;
Parte 6 – Requisitos para sistemas hidrossanitários.

 

 

Quais os benefícios desta norma?

 

Esta norma colabora com a diferenciação do empreendimento habitacional do construtor, diminuindo o custo e ocorrência de manutenções e consequentemente diminui a incidência de reclamações do cliente final. Também influencia as atividades da empresa desde a fase de projetos (afinal, o seu empreendimento começa nesta fase), passando por todo o processo construtivo.

 

 

Responsabilidade SOMENTE do construtor?

 

Mas é apenas o construtor que tem responsabilidades com a norma de desempenho?

Não. Os fornecedores são peças chaves no atendimento desta. No decorrer da norma há diversas solicitações de laudos de produtos, como por exemplo, de pisos, no qual é necessário a comprovação de absorção máxima de água. Este laudo deve ser emitido pelo fabricante, por isso também a importância de adquirir e construir apenas com produtos certificados pelo Programa Setorial da Qualidade (PSQ).
Os clientes também são peças chaves no desempenho da edificação, pois fica por sua conta a realização das manutenções periódicas que compõe o manual do proprietário e síndico, então o manual do proprietário também DEVE conter os requisitos pertinentes à NBR 15575:2013.

 

 

Mais visada no ano de 2018/2019

Por que esta norma ficou mais visada no ano de 2018/2019?

Na última revisão do SiAC, realizada em junho de 2018, foi implementado a obrigatoriedade da implantação dos requisitos da norma de desempenho, portanto, sem a implementação desta norma, não será possível a conquista do selo do PBQP-h.

 

 

Mas meus projetos são de antes da homologação da norma (Julho de 2013), preciso fazer os laudos mesmo assim?

Não. Apenas os projetos que possuem aprovação posterior a Julho de 2013. Neste caso não tem há como realizar a adequação dos projetos, sendo que estes já estão aprovados pela prefeitura.

 

Ok, meu projeto inicialmente foi aprovado antes de Julho de 2013, porém houve modificações de áreas e teve que ser reaprovado, e essa reaprovação foi depois da homologação da norma de desempenho. Devo implementar?

Sim, os auditores se baseiam pela data de aprovação do projeto. Portanto se foi necessário uma reaprovação na prefeitura, e esta data é após Julho de 2013, então sim, você terá que adequar o projeto.

—————————————————————————————-

Estas dúvidas surgiram de clientes da I9 Consultoria e Treinamentos, e por isso, iremos realizar uma série de vídeos e artigos para que nós possamos ajudar você a implementar de uma maneira tranquila e eficiente a NBR 15575 em seus empreendimentos. Ficou interessado? Siga-nos nas nossas redes sociais @i9consultoria.

—————————————————————————————

Tire suas dúvidas no Webinar Gratuito – NBR 15.575 – 26/08/2019 – >> Clique aqui para informações e inscrições << 

 

 

×
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Instagram
Entre em contato conosco!