O que significa FSC?

FSC – Forest Stewardship Council, ou seja, Conselho de Manejo Florestal.

O FSC foi fundado em 1993, e é uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo. O FSC tem sede em Bonn, na Alemanha, e é representado nacionalmente em mais de 70 países ao redor do mundo. No Brasil, desde 1996, um grupo de trabalho começou a articular as decisões em torno do FSC, iniciativa esta que se formalizou em 2001 com o Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil).

 

Qual é o objetivo do selo FSC?

Através de seu sistema de certificação, o selo FSC reconhece a produção responsável de produtos florestais, permitindo que os consumidores e as empresas tomem decisões conscientes de compra, beneficiando as pessoas e o ambiente, bem como agregando valor aos negócios.

 

 

Quais os benefícios da certificação FSC?

 

Para os produtores florestais

  • Preços melhores, pois a procura por madeira certificada é grande e aumenta a acessibilidade ao mercado internacional, especialmente europeu. Hoje, países como Holanda preferem importar madeiras certificadas FSC que de outras fontes.
  • Aumento de produtividade. Trabalhadores treinados em técnicas de manejo florestal reduzem o desperdício na floresta, já que não esquecem árvores cortadas em campo, não permitem que as árvores rachem no momento do corte e reduzem o desgaste de máquinas e equipamentos.
  • Melhoria de imagem. Para empresas que trabalham com o setor madeireiro, o certificado FSC traduz a responsabilidade socioambiental com o manejo da floresta.

Para os beneficiadores e revendedores

  • Garantia de origem. Ao comprar de produtores certificados, a empresa sabe que a madeira que está consumindo provém de uma floresta bem manejada e, portanto, não está contribuindo para a exploração predatória dos recursos florestais.
  • Reconhecimento do mercado. Um número crescente de consumidores conscientes estão dando preferência aos produtos que tem o selo, seja piso, papel, lápis, porta ou até casa pré-fabricada. Para as empresas exportadoras, o selo pode aumentar a acessibilidade ao mercado externo.
  • Responsabilidade Social. Empresas que possuem a certificação e aquelas que compram produtos com o selo estão traduzindo em ações o seu comprometimento com a responsabilidade social.

Para os consumidores

  • Garantia de origem. Ao comprar produtos certificados, o consumidor consciente sabe que aquela matéria-prima florestal foi explorada através de técnicas de manejo, e em que foram aplicadas localmente as leis ambientais e trabalhistas.
  • Contribuição para a causa. Ao escolher um produto certificado, o consumidor está premiando as empresas responsáveis que respeitam toda a legislação, o direito dos trabalhadores e da comunidade, além de obedecer todos os padrões estabelecidos para um bom manejo da floresta.

Quais os tipos de Certificação?

 

Atualmente existem três modalidades de certificação: Manejo Florestal, Cadeia de Custódia, Madeira Controlada.

  1. Manejo Florestal: a certificação de Manejo Florestal garante que a floresta é manejada de forma responsável, de acordo com os princípios e critérios da certificação FSC. Todos os produtores podem obter o certificado, sejam pequenas, grandes operações ou associações comunitárias. Essas florestas podem ser naturais ou plantadas, públicas ou privadas. A certificação de manejo florestal pode ser caracterizada por tipo de produto: madeireiros, como toras ou pranchas; ou não madeireiros, como óleos, sementes e castanhas.
  2. Cadeia de Custódia: A certificação de cadeia de custódia (CoC) garante a rastreabilidade desde a produção da matéria-prima que sai das florestas até chegar ao consumidor final. Aplica-se aos produtores que processam a matéria prima de florestas certificadas. As serrarias, os fabricantes, os designers e as gráficas que desejam utilizar o selo FSC em seus produtos, precisam obter o certificado, para garantir a rastreabilidade
  3. Madeira controlada: As normas de madeira controlada do FSC têm como objetivo orientar as empresas certificadas a evitarem produtos com origem florestal de categorias consideradas inaceitáveis pelo FSC. A partir desta avaliação, as empresas controlam a origem dos materiais usados para a composição dos produtos “FSC Misto”, excluindo as procedentes de atividades florestais social e ambientalmente danosas. As empresas certificadas em cadeia de custódia FSC que combinam materiais controlados e certificados FSC em seus produtos, devem demonstrar que o material controlado evitou fontes das seguintes categorias:• Madeira extraída ilegalmente;
    • Madeira extraída em Infração aos Direitos civis e Tradicionais;
    • Madeira extraída de florestas em que os Altos Valores de Conservação estão ameaçados pelas atividades de manejo;
    • Madeira extraída de Áreas Convertidas de Florestas para plantações e outros usos não-florestais;
    • Madeira de florestas com Árvores Geneticamente Modificadas.

 

 

Fatos e números do FSC Brasil: 

 

Abril 2019

  • 7.112.458 hectares certificados
  • 132 certificados de manejo florestal (FM/CoC)
  • 1.010 certificados de cadeia de custódia (CoC)

 

 

Que participar do FSC?

 

Você pode ser Membro* ou Certificar-se*, para mais informações clique neste link.

*Membro – Qualquer pessoa ou organização que apoie e se interesse pelo manejo florestal responsável no Brasil e no mundo pode se tornar um membro do FSC. Todos os membros devem demonstrar um compromisso ativo com o FSC e seus Princípios e Critérios.

*Certificar – A certificação FSC garante que os produtos florestais madeireiros e não madeireiros são provenientes de florestas bem manejadas, oferecendo benefícios ambientais, sociais e econômicos. Proprietários e administradores florestais podem se certificar na modalidade Manejo Florestal, para demonstrar que as suas florestas são manejadas de forma responsável.

 

Fonte: FSC Brasil

×
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Instagram
Entre em contato conosco!